Óleo de Prímula e os Benefícios Para a Saúde Feminina

Eng.ª de Alimentos Evelyn Marssola CastroPor:
Categoria : Produtos, Saúde | 15/04/2016 | 1 comentário

A Prímula é uma flor originária da América do Norte e atualmente muito cultivada na Europa e Ásia. Mundialmente conhecida como eveningprimrose, essa bela flor amarela só floresce no entardecer e possui um aroma adocicado.

Não é só o aroma e a beleza dessa flor que combinam com as mulheres. Das sementes da prímula é extraído um óleo que é rico em ômega-3, 6 e principalmente em ácido gamalinolênico (γ-linolênico – GLA) que é muito importante para a saúde feminina.

Foi analisando o óleo das sementes da prímula que esse ácido graxo essencial, do grupo ômega-6 (GLA), foi descoberto e passou ser a sua maior fonte natural com uma concentração de 8 a 14%. Por ser essencial, não é produzido no nosso próprio organismo, por isso precisa ser ingerido pela alimentação ou suplementação.

Quando o GLA é absorvido pelo nosso corpo ele é transformado em três outros compostos: as prostaglandinas, que controlam os processos de inflamação e fluxo sanguíneo, o tromboxano, que é um regulador da circulação vascular e os leucotrienos, que auxiliam-na recuperação do processo de inflamação crônica.

Outro fator importante para a saúde atribuída pelos ômegas é a manutenção das células, principalmente as células nervosas que afetam a memória, humor e raciocínio, as células cardíacas, células epiteliais mantendo o equilíbrio da água da pele e as células imunes que mantém o nosso corpo mais resistente a doenças. Além disso, o óleo de prímula também é rico em tocoferol, um poderoso antioxidante muito importante para a nossa saúde para evitar muitas doenças.

Com esses componentes, o óleo de prímula pode atribuir os seguintes benefícios à saúde já comprovados cientificamente:

  • Auxiliar no tratamento de doenças inflamatórias como síndrome do intestino irritado, arteriosclerose e artrite rematóide;
  • Auxiliar no tratamento da dermatite (eczema) atópica e psoríase;
  • Auxiliar na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares;
  • Anticancerígeno e antiproliferativo, evitando que as células do câncer se espalhem;
  • Prevenção de neuropatias em pessoas diabéticas;
  • Alívio da mastalgia (dores nos seios não relacionadas com câncer);
  • Pela composição do óleo de prímula, a sua ingestão pode auxiliar na redução das tensões pré-menstruais e amenizar alguns sintomas da menopausa, uma vez que o ácido gamalinolênico modula hormônios como a prolactina e liberação de neurotransmissores como epinefrina, norepinefrina, dopamina e serotonina podendo influenciar no humor;
  • Prevenção de hipertensão na gravidez e pré-eclâmpsia.

ATENÇÃO: mulheres grávidas devem consultar um médico antes de tomar o óleo de prímula.

 

Referências:

COATES, P. M. et al. Encyclopedia of dietary supplements. Boca Raton: CRC Press, 2004, 840p.
GEPPERT, J. et al. Co-supplementation of healthy women with fish oil and evening primrose oil increases plasma docosahexaenoic acid (…) without reducing arachidonic acid concentrations. British Journal of Nutrition, v. 99, p. 360-369, 2008.
ÍndiceTerapêuticoFitoterápico: ITF. 1 ed. Petrópolis, RJ: EPUB, 2008. p. 163.

 

Comentário (1)

  1. postado por Carlos Alberto Antunes De Sousa em 19/04/2016

    USO REGULARMENTE O ÓLEO DE PRÍMULA,  TENHO PSORÍASE E MELHOREI MUITO  DOM O ÓLEOS DE PRÍMULA  !!! /  ATT; CARLOS;  LAGOA DA PRATA MG //  RECENTIMENTE,  ENTRAMOS NO SEGUIMENTO DE NATURAIS :/ ATACADO E VAREJO! ! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *